sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013


Deoclides Macedo contesta sensacionalismo de setores da mídia marrom
O ex-prefeito de Porto Franco Deoclides Macedo (PDT), através de seu advogado Marco Aurélio Gonzaga, disse que não teve acesso a decisão até porque o acórdão do TCE-MA ainda não foi publicado.
No entanto, contesta a tentativa de estardalhaço feito por setores conservadores da imprensa maranhense.
O advogado disse que o próprio teor da notícia divulgada dá conta, primeiro, de multa de R$ 45.380,31, segundo de divergência técnica sobre créditos suplementares, terceiro de divergências entre restos a pagar processados e não processados, etc., ou seja, nenhuma notícia de ato de improbidade, de desvio de recursos públicos ou coisa que o valha.
“As gestões do ex-prefeito Deoclides (2005-2008 e 2009-2012) foram marcadas pela correta e honesta aplicação de recursos, pela eficiência administrativa e financeira, cujos resultados se encontram na infraestrutura do município, nos indicadores sociais, no polo de saúde pública, num dos melhores sistemas de educação do estado, na criação de um novo polo de desenvolvimento agroindustrial”, disse o Marco Aurélio.
Pode-se no campo técnico discutir questões formais, divergências técnicas nas gestões de Deoclides, mas nunca corrupção, desvio de recurso, não cumprimento dos índices de aplicação em saúde e educação, acrescentou o advogado.
No mais, vamos aguardar a publicação da decisão do Tribunal para escrutiná-la juridicamente, avaliou o advogado.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA SEU COMENTÁRIO OU ENVIE SUA RESPOSTA EM CASO DE DIREITO A RETRATAÇÃO.

IMPERATRIZ Duas pessoas morreram por causa da enchente em cidades da região Tocantina  As chuvas que caíram na região nos últimos di...