terça-feira, 9 de junho de 2015

MA - CAMPESTRE DO MARANHÃO / IMPASSE

Empresa tenta acordo para reajustar salário, mas, trabalhadores recusam 
Atuando há mais de três décadas na região, empresa do ramo sucroalcooleiro Maity Bio Energia, maior geradora de emprego e renda no município de Campestre do Maranhão, enfrenta resistência de trabalhadores que não aceitam proposta para reajustar salários depois de duas tentativas em rodadas de negociação com o Sindicato da categoria. De acordo com o setor de Recursos Humanos da empresa, nas duas tentativas de reajustar os salários foram feitas propostas para aumentar o piso salarial acima do salario mínimo nacional. Além de ter apresentado proposta de pagamento para melhorar o valor do corte de cana em relação ao ano passado.
Diante desse impasse, a empresa vem de público dizer em nota que: Está de portas abertas como sempre esteve para negociações de causas justas e melhorias para os trabalhadores e sociedade; e que não vai medir força, vai sim, somar forças para que a empresa continue sendo colaboradora do crescimento socieconômico e melhoria da qualidade de vida dos moradores de municípios estimulados pela Maity Bio Energia.E ainda, convocar todos os trabalhadores para retornarem ao trabalho.
Para se ter ideia da importância que a empresa representa para a região e para o estado do Maranhão, por exemplo, o município de Campestre do Maranhão, alcançou o 1º lugar no Rank de evolução formal de emprego seguido por Caxias e Imperatriz com 227 e 174 respectivamente.
Além disso, a Maity contratou até 28 de abril desse ano 858 trabalhadores, sendo 657 moradores do município de Campestre do Maranhão o que representa 76,57% dos empregados no período.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA SEU COMENTÁRIO OU ENVIE SUA RESPOSTA EM CASO DE DIREITO A RETRATAÇÃO.

ESTAMOS VOLTANDO