domingo, 11 de novembro de 2012


RECONHECIMENTO
Deoclides Macedo e Dr. Donizete Baleeiro são homenageados pelos vereadores de Campestre.

Numa tarde bastante concorrida, no dia 10 de novembro, data que comemora o aniversário de emancipação do município de Campestre do Maranhão, foi realizada Sessão Solene na Câmara de Vereadores para entrega de Títulos de Cidadania a nove pessoas homenageadas com a honraria. 
Entre os homenageados, o prefeito de Porto Franco Deoclides Macedo e o Juiz de Direito Dr. Antonio Donizete Aranha Baleeiro. A proposta levada ao plenário da Câmara no início deste ano, indicando o nome de Deoclides Macedo para receber o titulo foi iniciativa do Vereador Alano Barbosa Aguiar-PSB. 
Já a honraria concedida ao Juiz da Comarca de Porto Franco, da qual Campestre é subordinado foi indicada pelo vereador Enildo Oliveira-PMN.
Para convencer o plenário pela aprovação das indicações, cada autor citou a importância de cada um dos seus homenageados no desenvolvimento do município de Campestre do Maranhão. 
Deoclides Macedo, segundo a justificativa do vereador Alano Barbosa, é do conhecimento de todos que Deoclides Macedo foi quem na condição de prefeito de Porto Franco entre 1993 a 1996, criou todas as condições para que o então povoado Campestre se tornasse Distrito de Porto Franco, condição fundamental para pleitear a emancipação, fato ocorrido no ano de 1994, com a eleição do plebiscito realizada dia 19 de junho e sansão da Lei Estadual 6.143 assinada pelo então Governador José Ribamar Fiquene. Deoclides Macedo também teve participação fundamental na escolha do primeiro candidato a prefeito de Campestre e foi fundamental seu apoio na campanha eleitoral de 1996 onde José Miranda que era o vice-prefeito de Porto Franco, foi eleito para ser o primeiro prefeito de Campestre, e teve o apoio incondicional de Deoclides e todo seu grupo político. De lá para cá o líder político que já foi Deputado Estadual; candidato a vice-governador e está no exercício do terceiro mandato de prefeito em Porto Franco, sempre esteve presente em todos os momentos da vida da cidade de Campestre, por tudo isso, afirmou Alano, que Deoclides é merecedor desta comanda.
O vereador Enildo também justificou a indicação do nome do Dr. Antonio Donizete Baleeiro para o titulo de cidadania campestrina. Antonio Baleeiro atua há quase doze anos na Comarca de Porto Franco muito já deu sua parcela de colaboração com o município ao tomar decisões importantes que resultaram em benefícios para a população campestrina. Muitas destas decisões foram em favor do município (administração) outras em favor do povo. Oliveira citou, por exemplo, casos em que decisão do magistrado, resultou na exclusão (parcial) de pendências que impediam a municipalidade de celebrar convênios com órgãos federais. Baleeiro também já julgou processos em que obriga o município a garantir pagamento de despesas referentes a tratamento de saúde de pacientes que tiveram de recorrer ao judiciário devido à necessidade de fazer fora do domicílio. O vereador também disse que reconhece a imparcialidade do magistrado, no julgamento de muitos outros processos, e que nunca se omitiu em fazer com transparência o seu trabalho nem tão pouco favorecer pessoas, pautando suas decisões sempre no bom censo da justiça.

Os homenageados usaram a tribuna da câmara de vereadores para agradecer pelo reconhecimento dado a eles. Na sua fala, o prefeito de Porto Franco Deoclides Macedo disse: “Há muito tempo, sinto-me cidadão campestrino, mas, com este titulo votado e aprovado por nove vereadores, que representam todo o povo daquele município, aumenta ainda mais, a responsabilidade e o compromisso dele com toda a população desta cidade, concluiu”.

O Dr. Donizete Baleeiro também falou na tribuna. Disse que estava feliz, sentia-se muito honrado pelo titulo recebido, e ratificou que ser homenageado daquela forma, o faz continuar fazendo com muita seriedade aquilo que é seu oficio, julgar com justiça tudo aquilo que estiver ao seu alcance na comarca e mais ainda, ser imparcial em suas decisões. O magistrado lembrou que goza de boas amizades em todo o meio social, e disse: “entre muitos amigos que tenho nesta região, alguns exercem cargos público, mas isso não é motivo para que eu desvie minha conduta e seja injusto nas decisões que tomo, finalizou”.
Outras sete pessoas também receberam a honraria. Antes de saírem do recinto, lideranças comunitárias, políticas e religiosas cumprimentaram os homenageados e tiram fotos com eles.
Na próxima matéria, nomes dos demais homenageados e a autoria da indicação.

*Por Nardele Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA SEU COMENTÁRIO OU ENVIE SUA RESPOSTA EM CASO DE DIREITO A RETRATAÇÃO.

ESTAMOS VOLTANDO