sábado, 27 de abril de 2013


TOCANTINS
Discurso de Pugliesi pega Josi Nunes de surpresa; ela se diz feliz com anúncio de oposição do PMDB, mas cobra diálogo
O discurso do líder do governo na Assembleia Legislativa, José Augusti Pugliesi, criticando a atuação do governo e a confirmação, em entrevista à imprensa, de que o partido é oposição e vai trabalhar em prol de candidatura própria ao executivo em 2014, pegou de surpresa a deputada Josi Nunes (PMDB). Ela e Eli Borges (PMDB) foram os únicos da legenda a se manterem na oposição a Siqueira quando houve uma aproximação da direção da sigla com o Palácio. Josi chegou a perder a liderança do partido por este posicionamento.

“Eu fico muito feliz em ouvir isso do líder do PMDB. Nós tivemos algumas posições ao longo, principalmente do ano passado para cá, um pouco diferentes. Deputados do PMDB votando favoráveis a matérias do governo que a oposição entendia e fazia questão de discutir e não aprovar e alguns deputados do PMDB e de outros partidos que eram inicialmente oposição, votavam favoráveis. Nós tivemos vários embates na assembleia, inclusive eu com os próprios deputados do PMDB pelo pocicionamento deles e eu fico feliz que no parlamento popular, ver que aquele que foi escolhido para ser líder do PMDB volta a ter um posicionamento original. O PMDB é oposição a este governo, sempre foi. Então eu fico feliz”, disse a deputada.

Para Josi Nunes, esta nova postura do partido vai possibilitar o retorno de uma bancada de oposição “consistente”, que poderá “realizar um trabalho de defesa do povo tocantinense, verdadeiramente”.

A parlamentar, porém, lamentou o fato de não ter havido diálogo sobre o assunto. “Infelizmente isso não foi discutido com os membros. Eu fiquei sabendo agora através do pronunciamento que ele fez”, comentou.

Para ela, para que a legenda possa efetivar um projeto próprio, é preciso “conversar”. “É preciso chamar todo o grupo, esclarecer isso e tomar uma decisão de partido e de bancada. Eu, tudo bem, sou minoria no grupo do PMDB, fiquei sozinha, praticamente, no grupo do PMDB, mas não fui comunicada. Não houve uma reunião da liderança do PMDB para apresentar isso. É preciso chamar a bancada, a Executiva e as lideranças do partido para discutir essa questão”, frisou.

Patrícia Saturno
Da Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA SEU COMENTÁRIO OU ENVIE SUA RESPOSTA EM CASO DE DIREITO A RETRATAÇÃO.

IMPERATRIZ Duas pessoas morreram por causa da enchente em cidades da região Tocantina  As chuvas que caíram na região nos últimos di...