terça-feira, 24 de junho de 2014

TOCANTINS/POLÍTICA
Kátia Abreu disse: Coimbra "atende aos interesses" de Siqueira e garante que Marcelo Miranda está elegível

Em entrevista à programa de TV, em  Gurupi, para comentar sobre sua atuação na alteração do edital de duplicação da BR-153, a senadora Kátia Abreu (PMDB) aproveitou para criticar o deputado federal Junior Coimbra (PMDB), que reassumiu a presidência regional do PMDB semana passada e disputa a candidatura ao governo do Estado com o ex-governador Marcelo Miranda (PMDB). A parlamentar afirmou que Coimbra “atende aos interesses do ex-governador Siqueira Campos”, e defende a elegibilidade do ex-governador peemedebista.
Para a senadora, Coimbra tem um acordo firmado com o grupo do ex-governador Siqueira Campos (PSDB) para prejudicar a candidatura de Marcelo Miranda e a sua pretensão de se reeleger ao Senado. “Esse deputado federal está atendendo ao pedido do Siqueira Campos. O que ele [Coimbra] quer, na verdade, é tirar o Marcelo Miranda e a Kátia Abreu do jogo, porque é a única forma que ainda podem sonhar uma esperança remota de ganhar a eleição no dia 5 de outubro”, avaliou.

Coimbra descumpriu acordo

Kátia Abreu disse que a executiva nacional da legenda deve intervir na direção estadual, porque o deputado federal Junior Coimbra teria descumprido o acordo entre as alas. “A executiva nacional do PMDB não vai aceitar essa afronta, porque o Junior Coimbra, que não tem palavra e nunca teve, descumpriu a palavra para a executiva nacional. Ele descumpriu escandalosamente a sua palavra quando retornou ao PMDB [à presidência] e quando assegura seu nome como pré-candidato”, confirmou a parlamentar na entrevista concedida um dia antes da intervenção da executiva nacional no diretório do Tocantins, o que ocorreu no final da manhã de quarta-feira, 18.
A senadora peemedebista argumenta que a baixa aceitação nas pesquisas do nome Junior Coimbra como governador do Estado – de 3% a 4%, segundo a parlamentar – seria a comprovação de que o deputado federal está com o grupo de Siqueira Campos. “Sua intenção [de disputar o Palácio Araguaia] é apenas para atender os interesses do ex-governador Siqueira Campos e todo o seu grupo”, afirmou Kátia Abreu.

Marcelo elegível


A peemedebista também saiu em defesa de Marcelo Miranda, e garantiu que o ex-governador está elegível. “O Marcelo pode ser candidato. Passaram-se oito anos, ele já cumpriu a sua condenação”, explicou. Na entrevista, Kátia ainda pediu para os tocantinenses não “terem medo” porque “a justiça divina e a justiça dos homens vão se efetivar”. “Nós [Kátia e Marcelo] somos candidatos e o Marcelo é elegível”, assegurou a senadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA SEU COMENTÁRIO OU ENVIE SUA RESPOSTA EM CASO DE DIREITO A RETRATAÇÃO.

IMPERATRIZ Duas pessoas morreram por causa da enchente em cidades da região Tocantina  As chuvas que caíram na região nos últimos di...