domingo, 6 de julho de 2014

TOCANTINS-ELEIÇÕES 2014
Marcelo Miranda, Lélis e Kátia registram a "Experiência faz a mudança"

O ex-governador Marcelo Miranda apresentou na manhã de sábado, (5), na sede do Tribunal Regional Eleitoral, em Palmas, o requerimento para registrar sua candidatura a governador pelo PMDB. Ele estava acompanha dos demais integrantes da chapa majoritária da coligação "A experiência faz a mudança", Marcelo Lélis (PV), candidato a vice-governador, Kátia Abreu (PMDB), candidata à reeleição no Senado, e de Donizeti Nogueira (PT), candidato a suplente de senador.
Marcelo Miranda disse em entrevista que sua candidatura será focada na ética e na transparência. “Uma mudança que vem com homens e mulheres experientes, por isso convidei o deputado Marcelo Lelis e a senadora Kátia Abreu para nos ajudar nesta mudança”, afirmou.
A coligação "A experiência faz a mudança" é formada por quatro partidos: PMDB, PT, PV e PSD. O grupo apresentou registro para dez candidatos a deputado federal. Entre eles o deputado federal Júnior Coimbra, que disputou o comando do partido com Marcelo e Kátia e havia tido sua filiação suspensa pela Comissão de Ética do PMDB nacional. 
O ex-governador Carlos Gaguim (PMDB) também conseguiu registrar sua candidatura. Gaguim obteve do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, duas liminares que suspenderam a inelegibilidade de oito anos em decisões contra ele, proferidas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).
Para deputado estadual, a coligação inscreveu 45 candidatos. Assim como o deputado Júnior Coimbra, os deputado estadual José Augusto Pugliesi e o suplente de deputado Elenil da Penha obtiveram legenda do PMDB para disputarem a eleição.
Apresentado o requerimento de registro, agora começa a batalha mais difícilpara os candidatos a governador e vice da chapa, conseguirem o registro. Isso porque tanto o Ministério Público Eleitoral, quanto os partidos políticos devem ingressar com ações para impedir Marcelo Miranda e Marcelo Lélis de disputar as eleições, por conta das condenações que resultam em inelegibilidade, impostas pela Justiça Eleitoral aos dois. 

A primeira suplência de senador ficou com o empresário de Gurupi José João Stival (PR). O vice-governador Tom Lyra (PR), que foi anunciado para a vaga, ficou com a segunda suplência; "O projeto é fazer esse Estado avançar, com uma administração transparente, investindo bem os recursos do Estado, com atendimento humanizado e com pessoas de ficha limpa, como nós somos", alfinetou Sandoval, referindo a Marcelo Miranda (PMDB) e Marcelo Lélis (PV); A coligação governista é formada por 17 partidos, terá uma chapa para deputados federais e duas para estaduais, além do PSB que irá disputa sem coligação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA SEU COMENTÁRIO OU ENVIE SUA RESPOSTA EM CASO DE DIREITO A RETRATAÇÃO.

IMPERATRIZ Duas pessoas morreram por causa da enchente em cidades da região Tocantina  As chuvas que caíram na região nos últimos di...